E por meio desse post se torna público o incrível, supremo projeto Caio Dominação Mundial 2009®

A fase 1 ainda não acabou, e é segredo por enquanto, mas a fase 2 já iniciou a algum tempo.
Segue abaixo as duas últimas aquisições, e o segundo passo da fase 2!


Dessa vez eu aprendo gramática, nem que seja na marra!

Bem, o livro de redação é um manual de redação e estilo do Estadão, mas como eu achei os 2 por acaso na casa da minha vó ontem a noite, é melhor do que nada, e vendo os dois livros juntos na estante fez surgir a idéia do passo 2 da fase 2.

Agora você pergunta, fase 2? Sim, a fase 1 também está em andamento, ainda não terminou, pois ela é constante! Só vai ficar um tempo pausada até eu acabar de ler os dois livros acima.

A fase 1 consistiu em ler diversos livros de autores brasileiros e portugueses. Pois nada melhor para melhorar a sua escrita do que ler, e ler muito. E já que eu passo 2 horas do meu dia em trânsito para o trabalho, seja de trem ou de ônibus, nada melhor do que passar esse tempo lendo 🙂

Alguns dos livros que já li:

Primo Basílio
Iracema
Dom Casmurro
Sagarana
Vidas Secas
Memórias de um sargento de milícias

Já li mais livros, mas chega de links para o submarino em um post 😛

E eu me surpreendi comigo mesmo, pois gostei de ler quase todos! Lembro que na época do vestibular, a uns 10 anos atrás, foi um martírio ler certos livros. E agora foi tão rápido, em alguns casos até bom, que várias vezes eu me surpreendia lendo os livros até quando não estava em trânsito para o trabalho.

Machado de Assis foi um gênio, como que eu não gostei de Dom Casmurro quando o li em 1998? O jeito com que ele conduz a narrativa, simplesmente perfeito. A mesma coisa para Graciliano Ramos em Vidas Secas, João Guimarães Rosa em Sagarana e José de Alencar em Iracema. Somente Eça de Queirós que eu não gostei muito, devem ser os portugueses. Mas eu peguei um livro de Fernando Pessoa para ler, e devo confessar que ainda não levo jeito para ler poemas. Se alguém quiser me explicar, eu agradeço!

Me tornei um devorador de livros de autores língua portuguesa, quem diria! Não que eu não lece livros antes, eu sempre lia mais ou menos um livro por mês, mas sempre de autores “pop”, tipo Neil Gaiman, Arthur C. Clarke, Alan Moore e Tolkien (já li o senhor dos anéis quatro vezes, desde que descobri o autor em 2000 – risos -), pois a experiência do colegial foi um pouco traumática. Não que esses autores que eu citei sejam ruins, a maioria dos livros deles são ótimos, mas um pouco de leitura de livros na minha língua nativa faz falta.

Mas e as outras fases do plano Caio de dominação mundial 2009? Ah, pequeno gafanhoto, paciência é uma virtude, e ele se iniciará antes que vocês o imaginarem!