Se você nunca leu Gantz, ou não o acompanha bi-semanalmente, não continue lendo!
Se você quer saber mais sobre ele, compre os mangás da Panini, todo mês nas bancas. Qualidade impecável, tradução perfeita e até tem edições com folhas coloridas igual ao original japonês. Eu me assustei ao abrir o mangá e ver as folhas coloridas. Nos outros mangás eles simplesmente deixam as folhas coloridas com tons de cinza.
Caso você não queira comprar os mangás, você também pode ler de algum scanlator, mas não é a mesma coisa que abrir o mangá e ler deitado na sua cama 😉

Voltando ao assunto do tópico. Heavy Heavy spoilers afrente.
O mangá estava ótimo, perfeito, simplesmente fenomenal, ai o autor simplesmente MATA O PROTAGONISTA e o primeiro personagem secundário. E entra num arco de histórias tão horrível e sem noção, que não dá nem gosto de ler. Uma enrolação sem fim, personagens demais, o que resultou em pouca utilização deles.
Pouco antes do final do Gantz 1.0, assim nomeado pelo fato do protagonista ainda estar vivo (Bem, eu nomeei assim por causa disso) A história já começava a patinar, com muitas pontas soltas. Depois que mataram o Kei Kurono e entrou no arco de osaka, começou as merdas e enrolações, e o arco terminou de um modo sem noção.

Gantz

Pela pressão que devem ter colocado em cima do autor, ele acabou ressucitando o protagonista (sim, eles tem um modo de ressucitar os personagens, mas faz todo o sentido no enredo do mangá. Não estraga nada, até ajuda em certas coisas), e agora começou um outro arco que está parecendo ser pior que o anterior.

Bem, vamos ver como vai ficar.
Sai um capítulo de Gantz a cada 2 semanas no Japão, e no Brasil sai um volume por mês, mas do jeito que está, ele deve alcançar a publicação japonesa em uns 6 meses.